Neves e Sousa - Sem Título

Sem Título

Neves e Sousa

Óleo sobre tela Ι 54x65 cm Ι 1954
1.400 €
Neves e Sousa - Malange | Angola

Malange | Angola

Neves e Sousa

Aguarela Ι 34x49 cm Ι M
700 €
Neves e Sousa - Lunda | Angola

Lunda | Angola

Neves e Sousa

Aguarela Ι 34x49 cm Ι 1983 Ι M
700 €

NEVES E SOUSA

Albano Neves e Sousa (Luanda 1921 - Brasil 1995). Fez o curso liceal em Luanda. As suas primeiras exposições foram em Angola, em 1936, no Andulo e em Luanda em 1937, com o apoio do jornal A Província de Angola. Integrado na Missão de Estudos Etnográficos do Museu de Angola, trabalhou na recolha de elementos de etnografia e pintura, nomeadamente, em Quissama, Dondo, Moxico e Dembos. Em 1943, obteve uma bolsa de estudos da Câmara Municipal de Luanda. Fez o curso superior da Escola de Belas Artes do Porto, onde obteve os prémios "José Meireles Jr.", "Centenário Soares dos Reis", "Três Artes", "Rodrigo Soares", "Rotary Club do Porto 1950" e "Rotary Club do Porto 1951". Participou no Grupo dos Independentes do Porto, de cujo núcleo fez parte nos anos de 1944 a 1950; tendo organizado, com Fernando Lanhas, a 1ª exposição de arte infantil no Porto, na Galeria Portugália em 1949. Defendeu tese em 1952 e regressou a Angola, passando a viver em Luanda. Foi agraciado igualmente os seguintes prémios: 1º prémio de aguarela da I Exposição de Artes Plásticas de Luanda; 2º prémio de pintura da Casa de Metrópole, em Luanda; medalha de bronze de "Caça e Pesca", Dusseldorf, Alemanha, 1954; 1º prémio, pastel, na exposição de artes plásticas da Câmara Municipal de Luanda, 1967; menção honrosa na Exposição Internacional de Desenho em Rijeka, Yugoslávia, 1970; medalha de ouro de desenho na Academia de Pontzen, Napóles, Itália, 1974.

Participou em várias exposições, designadamente em: África do Sul, Angola, Bélgica, Brasil, Espanha, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Venezuela; e realizou viagens de estudo ao Brasil, Espanha, Estados Unidos, França, Inglaterra e Itália.
Executou decorações em edifícios públicos em Angola (incluindo o Hotel Universo), São Tomé e Cabo Verde. No aeroporto internacional de Luanda, tem um trabalho em grafite com a área de 345m2. Realizou também a decoração do Pavilhão de Angola na exposição de Bulawaio, Zimbawé, 1953. Em 1975 foi aos Estados Unidos decorar os interiores dos aviões "Boeing 737" dos Transportes Aéreos de Angola. Pintou, também, dois painéis para o Banco Auxiliar, no Brasil, em Salvador, 1981, e em Aracaju, em 1983.
Foi agraciado pelo Governo Português com a comenda da Ordem do Infante D. Henrique, em 1963, e com a comenda da Ordem de Mérito, em 1993.
Está representado nos Museus: dos Açores; do Caramulo; da Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa; Nacional de Arte Contemporânea, Lisboa; Nacional Soares dos Reis, Porto; de Angola; de Ovar; da C.M. de Maputo, Moçambique; de Pontevedra, Espanha; de Arte da Universidade do Ceará, Fortaleza, Brasil; e em diversas colecções particulares em Portugal e no estrangeiro. (fonte: salvador correia, adapt.)

"Quando me comecei a entender por gente foi Angola que vi à minha volta."


voltar